Internet das coisas (como a tecnologia pode ajudar a alavancar seus negócios)

voltar Publicado em 25 de fevereiro de 2019

Internet das coisas (como a tecnologia pode ajudar a alavancar seus negócios)

internet das coisasCom um mercado cada vez mais competitivo, investir em tecnologia, além de colocar seu negócio em sintonia com o mundo moderno, pode lhe garantir bons frutos e impulsionar seus ganhos.

Fomentar o lucro é exatamente o que a Internet das Coisas promete, seja você um grande, médio, pequeno ou microempresário. Segundo pesquisa da companhia britânica Vodafone ocorrida em 2015, a Internet das Coisas já é usada por 29% das empresas pelo mundo.  Em 2013, por exemplo, esse número girava em torno de 12%.

Esse crescimento tem fundamento. De acordo com o levantamento, 47% dos entrevistados disseram que a tomada de decisões está mais eficiente. Além disso, o custo operacional foi reduzido desde a implementação da Internet das Coisas em seu negócio. Além disso, 45% relatam o aumento da produtividade dos funcionários.

Com esse cenário, não restam dúvidas que apostar em soluções tecnológicas traz excelentes resultados. Assim sendo, neste artigo vamos explicar por que a Internet das Coisas é tão importante para o seu negócio e como ela pode te ajudar nesse universo cada vez mais acirrado.

Internet das Coisas: afinal, o que é?

Internet das Coisas ou,“Internet of Things (IoT)” em inglês, é um termo usado para definir como os aparelhos eletrônicos estão conectados e se comunicam entre si e os usuários por meio da web. Algo muito fácil e prático. Você controla tudo com um toque em seu smartphone, possibilitando que informações sejam compartilhadas com outro para enviar e receber.

Eu sei. Explicando dessa forma ficou meio complicado, não é?  Vamos exemplificar esse universo paralelo de outra maneira citando a experiência de Mark Zuckerberg, dono do Facebook  uma dos maiores referências do mundo quando o assunto é tecnologia.

Há alguns meses ele divulgou um vídeo que deixou muita gente de boca aberta. Na ocisão, ele apresentou seu assistente virtual que, basicamente, controla todas as ações de sua residência. Ele acende e apaga as luzes, ajusta a temperatura, reproduz músicas e gerencia as câmeras de segurança.

Com sua inteligência artificial, o assistente do criador do Facebook pode ainda automatizar algumas tarefas como reconhecer os moradores e ainda aprender as preferências de cada um. Tudo via smartphones, tablet ou computador.

Internet das coisas inspirada no cinema

O assistente virtual de Zuckerberg é muito semelhante ao vivenciado por Tony Stark, o Homem de Ferro do Universo Marvel no cinema. Nas histórias o herói conta com a ajuda de Jarvis, uma inteligência artificial que atua como seu assistente virtual.

O próprio Zuckerberg revelou que inspirou sua tecnologia com a do fictício Jarvis. Não por acaso, ele nomeou seu assistente virtual com o mesmo nome.

“Eu posso falar com meu celular e computador, que podem controlar minha casa, controlar as luzes, temperatura, aparelhos, música e segurança, que aprende meus gostos e padrões, e eu posso aprender novas palavras e conceitos (…). O Jarvis utiliza técnicas de inteligência artificial, incluindo processamento de linguagem natural, reconhecimento de voz e rosto e reforço de aprendizagem (…)”.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook

Depois desse exemplo, agora você deve estar pensando que a Internet das Coisas é apenas para milionários, não é mesmo? Mas não é bem assim. Hoje já temos smartphones, videogames e carros, por exemplo, que não são caros e já respondem comandos de voz e podem controlar seus eletrodomésticos como TV, ar condicionado, portas, iluminação, etc.

E isso pode ajudar muito a sua empresa, como vamos destacar a seguir.

O que o IoT pode favorecer em meus negócios?

Vamos voltar ao caso anterior.  Nós já sabemos que uma das funções mais úteis da Internet das Coisas é sua capacidade de coletar e analisar dados, bem como compartilha-los com os dispositivos com geração de dados em velocidade realmente incrível, capaz de solucionar seus problemas em segundos.

Exemplificando mais, vamos trazer essa realidade para nossas experiências diárias. É bem legal imaginar seu carro te avisando sobre um possível engarrafamento em vista e, ao mesmo tempo, fornece rotas alternativas. Nesse mesmo período, seu relógio já avisa seu nível de stress por causa desse trânsito pesado e automaticamente envia o resultado para seu médico.

Com base nessa informação, seu médico te lembra, mais uma vez, que você deve comer frutas, legumes e verduras. Na mesma hora, sua geladeira envia uma informação para seu carro relatando que você deve passar no supermercado para comprar comidas saudáveis. Incrível, né? Agora imagina o que essa tecnologia pode favorecer a sua empresa.

Um smartphone pode te informar se uma máquina não está funcionando corretamente e se ela precisa de algum reparo. Não só isso, esses aparelhos serão capazes de solicitar automaticamente os itens necessários sem que ninguém precise se envolver. Também vale para outros departamentos da empresa como na monitoração de clientes, fornecedores, vendas, marketing, logística, etc.

Por exemplo, hoje é comum frotas de caminhões e cargas no Brasil oferecerem transmissão de áudio, vídeos e dados em alta velocidade. O empresário consegue acompanhar, com câmeras colocadas de forma estratégica, toda a operação do veículo.  Com isso, o próprio gestor pode resolver possíveis gargalos, como desvio de rota, parada indevida, tempo excedido de viagem, etc.

Não é vantajoso? Imagina a quantidade de horas que você economizaria com esse suporte. Isso sem contar com a segurança. Seu nível de stress com certeza seria bem menor. E o melhor. A produção seria muito mais proveitosa.

 Economia para seu bolso pode ser vantajosa

Com um cenário tão amplo, você já pôde notar que a Internet das Coisas oferece um leque interessante de vantagens para o empresário. E o bolso agradece. Hoje, muitas empresas perdem quantias consideráveis de dinheiro com desperdícios de energia e água, por exemplo, entre outros insumos.

Com a Internet das Coisas, dispositivos conectados permitem que você monitore os níveis de uso tanto da energia quanto da água e faça ajustes automaticamente para uma melhor compreensão e controle sobre os custos.

Um exemplo é a iluminação pública inteligente e os sistemas de gerenciamento de energia nos edifícios, que utilizam um sensor de movimento que capta a presença e circulação de pessoas ou animais e diminui a luminosidade de acordo com a necessidade.

Mais um caso interessante acontece no setor agrícola.  Existem sistemas que controlam a produção, a identificação de pragas, irrigação e fertilização, todas automaticamente. Tratores e colheitadeiras possuem sensores que calculam sozinhos quanto e o quê o solo ou a planta precisam. Nesse sentido, o próximo passo é criar um trator autônomo, que desvia de obstáculos e é comandado até por um tablet. Inegavelmente, todos esses fatores auxiliam na redução dos custos.

 Tecnologia oferece melhor atendimento aos clientes

O IoT pode oferecer às empresas também um atendimento melhor para seus clientes. Hoje, a Internet das Coisas já destina recursos que dão às companhias oportunidades de atrair novos clientes; bem como recompensar os leais e descobrir mais sobre o comportamento de possíveis parceiros. Esses dispositivos fornecem serviços de geolocalização que aumenta a visibilidade do negócio.

Fazer o balanço fica mais fácil

É uma pratica muito normal, principalmente entre os supermercados, o controle de estoque, devido ao alto giro e a grande quantidade de mercadorias. Alguns varejos, por exemplo, fazem esse levantamento uma vez e outros até a cada três vezes por ano. Com a Internet das Coisas, essa gestão ficará cada vez mais remota. Sistemas de sensores conectados à internet permitem hoje que você veja exatamente onde tudo está na cadeia de suprimentos, em tempo real. Seja na fábrica, no depósito, na van ou na loja, e quanto você tem de tudo em qualquer determinado momento.

 Fique atento, nem tudo são flores

Sem dúvida, com todos esses exemplos você deve estar pensando: como a Internet das Coisas facilitará a minha vida. Mas alguns aspectos precisam ser ressaltados.  Como tudo que a tecnologia nos oferece hoje, sempre há um risco. Afinal, sempre aparecerá alguém disposto a hacker seus dados e documentos. Por isso, é preciso investir na segurança.

 Tendência é de crescimento

Em suma, o certo é que a Internet das Coisas é uma realidade para milhões de pessoas. E a tendência é que esse negócio incremente cada vez mais.

De acordo com estudo do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), até 2025, o setor deve movimentar até US$ 45 bilhões na indústria, ao lado de US$ 39 bilhões no setor de saúde, US$ 27 bilhões em cidades inteligentes e US$ 21 bilhões no agronegócio. Ou seja, um mercado que está em intensa expansão.

Por isso, não há dúvidas de que esse negócio se tornou extremamente útil às empresas.  Por fim, para saber mais sobre Internet das coisas e as novidades no setor, siga nosso blog e nossas redes sociais: Facebook, no Instagram e no LinkedIn!

posts relacionados

FALE CONOSCO

Seja Nosso Parceiro

Entre em Contato

Trabalhe Conosco

Envie seu currículo

Neo Ventures 2018 - Todos direitos reservados

Desenvolvido por: