Venture Capital: O que precisa saber da relação entre investidores e startups

voltar Publicado em 20 de abril de 2021

Venture Capital: O que precisa saber da relação entre investidores e startups

Mais cedo ou mais tarde, as startups precisam de investidores. Receber o impulso de venture capitalists e renunciar de uma parcela do controle acionário faz parte da natureza do negócio, desde que no momento certo.

Em bom português, VCs são investidores de risco que, na maioria das vezes, não aportam apenas dinheiro, mas também conhecimento e relacionamentos estratégicos. Apesar da interdependência, empreendedores e investidores nem sempre mantêm uma relação pacífica. Afinal, apesar de serem mutuamente indispensáveis, eles partem de perspectivas muito distintas.

O cenário de Venture Capital no Brasil é cada vez mais promissor e atingiu cifras expressivas nos últimos anos. 💸 🚀

Você que tem interesse nessa modalidade de investimento, focada em empresas de até médio porte que possuem alto potencial de crescimento, mas ainda são muito novas e têm faturamento baixo, confira o que é esperado de ambas as partes nesse relacionamento:

 

Do que os investidores precisam 

 

→ As startups começam faturando pouco. Mas, para que os investimentos gerem resultados, a razão de crescimento em um ano deve ser de cinco, dez ou até mais vezes. 

→ O capital precisa ser remunerado, sem esquecer de que é preciso fazer frente aos custos operacionais do próprio fundo, somados aos impostos, além do custo da oportunidade.

 

Do que os investidores precisam

 

→ Investidores precisam comprar uma fatia de participação significativa, raramente abaixo dos 12%, de forma a assegurar ganhos que valham a pena na hora de repartir os resultados.

→ O fundo pode escolher não participar de nada abaixo de 15% de equity. E pode operar aportes entre um e cinco milhões de dólares, por exemplo, dirigidos apenas a startups em fase de tração, de olho na escalabilidade.

 

O que o empreendedor precisa demonstrar 

→ O empreendedor deve apaziguar eventuais temores e inseguranças demonstrando a capacidade de realização de sua equipe. Precisa se provar competente e comprometida.

 

O que o empreendedor precisa demonstrar 

→ É recomendável que o empreendedor demonstre seu profundo conhecimento sobre potenciais ameaças, tanto de concorrentes como de eventuais tecnologias substitutas. 

→ O empreendedor deve comprovar o crescimento do negócio, em uma base de boa velocidade e consistência.

 

De todos esses tópicos acima, investidores temem o medo de ficar de fora. O gestor do fundo não quer ser acusado de negligente em sua busca por boas oportunidades. Deixar escapar o próximo unicórnio é um pesadelo para todos que vivem e respiram o mundo do venture capital.

Pequenos negócios, quando apenas nascem, costumam se apresentar de forma confusa e com aparência nem sempre tão atrativa. E inovações disruptivas costumam contradizer o pensamento corrente.

Por outro lado, empreendedores precisam entender a cabeça dos investidores e os investidores precisam manter a mente aberta e devem alimentar diariamente o repertório para perceberem os mais sutis sinais das melhores oportunidades, muitas vezes, contraintuitivas.

Agora você já sabe quais são os principais requisitos procurados por ambos os lados envolvidos nessa negociação, startups e investidores, que pode mudar o futuro de negócios e torná-los grandes potencias de mercado. Se prepare e siga as nossas dicas para criar um relacionamento frutífero e duradouro.

 

posts relacionados

FALE CONOSCO

Seja Nosso parceiro

Entre em contato

Trabalhe Conosco

Envie seu currículo

Neo Ventures 2018 - Todos direitos reservados

Desenvolvido por: